A questão em como fazer conteúdo online mais acessível para as plataformas é um dos assuntos mais comentados entre educadores e instituições da área de acessibilidade. Pesquisas apontam que enquanto há um maior interesse em adotar os padrões de acessibilidade na web, muitas áreas não possuem ferramentas e conhecimento necessário para implementar as medidas necessárias de maneira rápida e eficaz.

Técnicas e processos de acessibilidade mudam e evoluem a cada ano, sempre procurando deixar espaços – digitais e físicos – inclusivos para um número de pessoas cada vez maior. Com a tecnologia avançando de maneira dinâmica e veloz, é necessário que equipes de desenvolvimento e gestão estejam preparadas para as diferentes demandas que esse assunto pode requerer e sejam flexíveis para se adaptarem conforme a plataforma evolui. Diferentes lugares do mundo possuem padrões diferentes e regulamentações regionais para acessibilidade, além de fatores culturais e expressões de linguística que variam em cada parte do globo, portanto a constante atualização do tópico é vital para todas as equipes do projeto.

Diferentes campos exigem uma atenção diferenciada

Dependendo da escala do projeto, é natural que equipes diferentes foquem em frentes diferentes. Grupos diversificados de pessoas requerem atenções especiais e, portanto, estudos, testes e aplicações são feitos para se atender a todos de maneira igualitária e eficiente, sempre relevando a importância do trabalho de acessibilidade. Em projetos de menor escala, no entanto, o simples encorajamento da iniciativa leva a todos a pensarem em formas que possam atender às maiores necessidades no ponto de início e evoluindo para outros campos conforme o andamento, um trabalho vital que exige coordenação entre a gestão e equipe de desenvolvimento, esta que irá oferecer consultoria e sugestões durante todo o andamento da construção da plataforma.

Outra meta importante é saber mesclar os objetivos do negócio com acessibilidade. Se pudermos amarrar a tecnologia acessível aos objetivos, visão e estratégias da plataforma, o desenvolvimento será realizado de maneira linear, facilitando e garantindo suporte a parceiros vitais. Por fim, permitindo que a acessibilidade estratégica seja alinhada com as metas de crescimento do negócio de maneira eficiente. Além disso, uma estratégia tão importante não pode depender apenas de dados numéricos, e sim da harmonia entre toda a força de trabalho que atuará no projeto partilhando visões e metas do mesmo. Nesse caso, mais uma vez a metodologia ágil se torna essencial para um desenvolvimento rápido e de alta performance, com campos de maior necessidade sendo atendidos, prazos de entrega mais curtos e uma equipe flexível que se põe preparada para as diferentes demandas que são encontradas ao percorrer do desenvolvimento.

Planejamento estratégico e aplicação

Desenvolver um plano de ação flexível é essencial para implementar elementos de acessibilidade que englobam diferentes tipos de pessoas, e a responsabilidade de uma análise aprofundada sobre o caso e suas distintas aplicações se torna vital para um planejamento lógico e conciso. Desenvolver uma plataforma de acessibilidade não é apenas um trabalho para a equipe de desenvolvimento, e sim um papel que requer a participação e envolvimento de todos os outros setores.

Por exemplo, a Equipe de Marketing precisa estar ciente das necessidades especiais ao criar o conteúdo para a marca, estabelecendo padrões que comportem a acessibilidade desde o design, texto, mídia ao esquema de cores e composições da disposição dos elementos, visuais ou não. Equipes de Teste de Qualidade ficam responsabilizadas por parte da aprovação e validação, garantindo que todo o material – da plataforma, ao conteúdo promocional, à demais mídias – estejam unificados em um mesmo padrão e atendem as exigências estabelecidas. Equipes de Recrutamento por sua vez incorporam habilidades acessíveis em seus perfis, estabelecendo a visão da empresa e fortalecendo a marca.

Estratégias de acessibilidade podem ser incorporadas em basicamente qualquer orçamento, desde que, bem planejado e tem a flexibilidade de assumir o escopo necessário para o ponto inicial. Desde o início podemos estabelecer a frequência que alguns elementos podem ocorrer e qual o público que maior precisa de determinados elementos. Revisões e processos são estabelecidos, analisando quais políticas irão mudar e o tempo requerido para que essas implementações sejam feitas, onde esses fatores embora importantes na tomada de decisão de gestores, terão o suporte da equipe de desenvolvimento que dará consultoria e sugestão sobre os próximos passos, acarretando em um projeto conciso que visa uma plataforma mais inclusiva, acessível e que abrange um público maior, tornando a internet um espaço mais amplo para todos.